Notícias

Ibope revela que os brasileiros optam cada vez mais por pagamentos digitais

Esses dados de aumento da realização de pagamentos digitais revelam a possibilidade da expansão de mercado para as fintechs, assim como, a integração das criptomoedas no cotidiano

 

*Por Criptomoedas Fácil

 

Foto. Na imagem aparecem duas mãos. Um segura um celular e a outra uma máquina de pagamentos para cartão. O celular está próximo da máquina, indicando que está sendo feito um pagamento digital via celular direto para a máquina.

Uma recente pesquisa realizada pelo Ibope Conecta revelou que os brasileiros estão cada vez mais interessados em novas possibilidades de pagamentos digitais e que, portanto, não utilizam moeda fiduciária física. O estudo foi realizado com 2 mil internautas das classes A, B, C e D de todas as regiões do Brasil.

Segundo o estudo, cerca de 57% dos pesquisados afirmaram que já ouviram falar nas “pulseiras de pagamento” e outros 37%, afirmaram que nunca ouviram falar do produto mas têm interesse em utilizar.

Dados revelam um importante campo para fintechs, que têm buscado, neste tipo de solução, também uma possibilidade de integração das criptomoedas no cotidiano, como é o caso da brasileira Atar Brand, uma pulseira inteligente que substitui o cartão de débito e funciona com tecnologia NFC (sigla em inglês de comunicação de proximidade). Para pagar, é só aproximá-la do leitor de cartões e digitar a senha.

O Ibope Conecta também perguntou qual o sistema de pagamento inovador preferido dos entrevistados. Pagamento com a biometria é o escolhido por quase metade dos respondentes (48%), seguido de pagamento com o celular (27%) e reconhecimento facial (12%). No caso da biometria, várias empesas pelo mundo vêm buscando também integrar este sistema às criptomoedas, como é caso da Western Union, maior empresa de transferência de valores internacionais do mundo, que ganhou os direitos de uma patente para um sistema que utiliza biometria para validar transferências e pagamentos internacionais através de uma “rede de transferência eletrônica”, que pode também utilizar as blockchains do Bitcoin, Litecoin ou Peercoin. O pedido da patente é de 2016.

No Brasil, empresas como o Banco Santander e a fintech Bom Pra Crédito, que atua como um marketplace de crédito online, têm anunciado soluções que integram biometria. No caso da fintech, a empresa fechou um acordo com a Acesso Digital para validação via biometria facial de potenciais clientes de empresas que atuam neste segmento. Já no Santander, os clientes poderão baixar um aplicativo chamado “ID Check para Santander” e cadastrar os dados biométricos por meio do scanner de impressão digital ou com uma selfie no próprio smartphone. Depois disso, eles poderão fazer compras no site da Dafiti, usando um cartão de crédito ou débito do Santander. Na etapa final, uma notificação será enviada ao celular do consumidor para autenticação do pagamento via biometria.

 

*Matéria escrita por Cassio Gusson e publicada, originalmente, no portal Criptomoedas Fácil

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:
Projeto mantido por:
Media Partners: