Notícias

Gigante do varejo será a primeira a pagar impostos com Bitcoin nos Estados Unidos

A multinacional disse que a medida faz parte dos esforços da empresa em promover o uso de criptomoedas como o Bitcoin

 

Depois de anunciar o registro de terras em blockchain no estado americano Wyoming, a gigante do comércio eletrônico e varejo Overstock será a primeira grande empresa dos EUA a pagar parte de seus impostos de 2019 em bitcoin.

De acordo com um comunicado, publicado na última semana no site da empresa, a multinacional disse que a medida faz parte dos esforços da empresa em promover o uso das criptomoedas.

Focada na tecnologia blockchain, a Overstock vai aproveitar o próprio convite do governo de Ohio, que, em novembro do ano passado, anunciou a mais recente comodidade para a quitação de impostos, a plataforma OhioCrypto.com.

Nela, as empresas se registram e pagam seus impostos corporativos ao governo em bitcoin por meio do processador BitPay, relatou a CCN. A criptomoeda é convertida automaticamente e repassada à tesouraria do estado.

“Estamos orgulhosos da parceria com governos cujos representantes, como o Tesoureiro [Josh] Mandel, de Ohio, têm uma visão de futuro para ajudar na era de confiança através da tecnologia para os sistemas financeiros essenciais de nossa nação”, observou Patrick M. Byrne, CEO e fundador da Overstock.

Ele disse que a ideia não é de hoje.

Há muito tempo pensamos que a adoção de governos por tecnologias emergentes, como criptomoedas, é a melhor maneira de garantir que os EUA assegurem a vanguarda da economia global”.

No entanto, Byrne frisou que isso deve ser feito com um certo cuidado e “acompanhado de legislação não restritiva sobre essas tecnologias”.

 

Pioneira em Bitcoin

A empresa é pioneira corporativa em criptomoedas. Em 2014, a varejista americana tornou-se a primeira entre as grandes do setor a permitir que os clientes pagassem suas compras online com criptomoedas.

Naquele mesmo ano, a Overstock lançou a Medici Ventures, uma divisão de negócios que aplica a tecnologia oriunda do bitcoin nas indústrias e que hoje supervisiona um portfólio global de 19 empresas de blockchain.

Em novembro de 2018, Byrne confirmou que iria deixar o varejo para se concentrar exclusivamente em blockchain, conforme publicação da CCN à época. Segundo ele, a tecnologia é disruptiva e vai transformar o mundo.

A revolução blockchain tem um potencial maior do que qualquer coisa que vimos na história. É maior que a revolução da Internet”, disse.

 

Prós e contras

Kevin Werbach, professor da Wharton School da Universidade da Pensilvânia, fez duras críticas ao Estado. Ele, que já ministrou aulas sobre blockchain e criptomoedas, disse que não há nenhuma vantagem específica em pagar impostos com bitcoin hoje e que o estado só quer sinalizar que é amigável às criptomoedas.

Para Werbach, a medida de Ohio é principalmente um ‘golpe de relações públicas’. No entanto, o professor faz parte de uma lista de mestres em administração que acreditam que os melhores programas de MBA têm que oferecer cursos sobre o novo setor.

O ‘marketing’, contudo, parece estar funcionando. Do outro lado do oceano, Eddie Hughes, membro do Parlamento Britânico, pediu ao governo do Reino Unido que permita que os moradores paguem seus impostos locais e contas de serviços públicos usando o bitcoin.

Hughes citou Ohio como um exemplo da crescente adoção de criptomoedas.

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:
Projeto mantido por:
Media Partners: