Notícias

Galaxy Digital vai criar fundo de R$ 1 bilhão para financiar empresas de criptoativos e blockchain

O banco planeja oferecer empréstimos em dólares a empresas de criptomoedas em fase inicial em troca de garantias como ativos digitais

 

O banco de criptomoedas Galaxy Digital LP do bilionário americano Mike Novogratz, vai criar um fundo de cerca de US$ 250 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) para oferecer crédito a empresas do setor criptoeconômico, reportou o Business Insider na quinta-feira (24).

Segundo a reportagem, o banco planeja oferecer empréstimos em dólares a empresas de criptomoedas em fase inicial em troca de garantias como ativos digitais, propriedades e até mesmo equipamentos de mineração.

A empresa deve fechar a primeira rodada de captação de recursos em março deste ano, disseram duas fontes anônimas ao site.

O Galaxy Digital já tem um programa que subsidia, com receita própria, startups de blockchain. O problema que é a demanda tem aumentado bastante, principalmente porque o mercado do ano passado afetou muitas empresas.

Para não comprometer mais o patrimônio do banco, a criação do fundo talvez seja a melhor maneira de socorrer aqueles que ainda estão impactados pelo ano de 2018. Várias exchanges foram forçadas a demitir funcionários por falta de dinheiro

Lembrando que a iniciativa acontece mesmo após a empresa ter encarado um prejuízo de R$ 300 milhões somente no 3º trimestre do ano passado, o que sugere um grande esforço para ajudar no crescimento do mercado.

 

Bilionário otimista

Mike Novogratz, que é ex-sócio do Goldman Sachs, é um exímio entusiasta do setor de criptomoedas e sempre defendeu o novo mercado financeiro, principalmente quando o assunto era o bitcoin, tratado muitas vezes como uma bolha financeira.

No entanto, ele teve que se acostumar com as quedas constantes do mercado durante todo o ano de 2018, quando ele acreditava que era impossível o bitcoin não bater pelo menos US$ 10 mil em dezembro.

O bilionário segue otimista. Em agosto no ano passado, sua empresa investiu US$ 52,5 milhões na empresa americana BlockFi.

Em dezembro do mesmo ano o investimento foi para um projeto da Intercontinental Exchange (ICE), a exchange de criptomoedas Bakkt, uma plataforma muito aguardada que pode trazer investidores institucionais para a criptoeconomia.

Neste ano o Galaxy Digital também já fez outro investimento. Ele se juntou à Nasdaq, ao Citigroup, entre outras, para financiar a startup de blockchain e contratos inteligentes (smart contracts) Symbiont.io, conforme publicou o Bloomberg.

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:
Projeto mantido por:
Media Partners: