Notícias

Clube português de futebol Benfica começa a aceitar pagamentos em criptomoedas

Sport Lisboa e Benfica é o segundo grande clube de futebol a aderir o uso das criptomoedas para pagamento em Portugal

 

Por Portal do Bitcoin

O Sport Lisboa e Benfica, um dos maiores clubes portugueses de futebol e um dos de maior renome em toda a Europa, tornou-se recentemente um dos primeiros grandes clubes do continente a aceitar pagamentos em criptomoedas.

Segundo o jornal digital local Observador, o Benfica começou aceitar pagamentos através de uma parceria com uma startup portuguesa de criptomoedas chamada Utrust. Através desta os fãs do clube podem pagar usando métodos tradicionais como cartão bancário ou PayPal no seu website, ou através de Bitcoin, Ethereum, e o token UTK da Utrust.

 

 

Na página oficial da empresa de criptomoedas lê-se agora que o Benfica “poderá entrar no mercado de criptomoedas permitindo aos adeptos comprar subscrições, bilhetes e merchandising na sua loja oficial.”

O estádio do clube de futebol português tem capacidade para mais de 65,600 pessoas, e costuma encher em jogos importantes. Nas redes sociais, alguns entusiastas apontaram que isto pode trazer milhares – não apenas portugueses – ao ecossistema das criptomoedas.

Domingos Soares de Oliveira, presidente executivo do grupo Benfica, escreveu num comunicado:

“Os benfiquistas fazem do Benfica o clube especial e único que é, e reconhecemos que muitos dos nossos adeptos são agora utilizadores digitais em primeiro lugar, pelo que queremos estar na linha da frente no que toca a adotar novas tecnologias e proporcionar aos nossos apoiantes a melhor experiência online.”

A isto, acrescentou que a parceria com a Utrust pode também apresentar oportunidades no que toca à evolução do e-commerce do clube de futebol. Salientando também que passar a aceitar criptomoedas marcou um “dia emocionante na história do Benfica.”

Note-se que, em Portugal, o primeiro grande clube de futebol a querer lidar com criptomoedas foi o Sporting Clube de Portugal (SCP), que ponderou uma oferta inicial de moedas (ICO) quando se deparou com dificuldades a obter financiamento. A imagem do ex-presidente do SCP, Bruno de Carvalho, chego na altura a ser usada em esquemas fraudulentos relacionados com criptomoedas nas redes sociais.

Entretanto, fora de Portugal, vários clubes já lançaram as suas próprias criptomoedas. Estes incluem o Paris Saint-Germain (PSG) e o italiano Juventus, onde joga atualmente o melhor jogador do mundo Cristiano Ronaldo.

No Brasil o Avaí Futebol Clube chegou a planear também o lançamento de uma criptomoeda, mas o projeto fracassou. O Atlético Mineiro, no entanto, anunciou o lançamento da GaloCoin (GLC) em Dezembro do ano passado.

Matéria escrita por Francisco Memoria e publicada originalmente no Portal do Bitcoin.

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:
Projeto mantido por:
Media Partners: